quarta-feira, maio 19, 2010

Resenha: O Pistoleiro (Torre Negra - Stephen King)

 Olá, como prometi, mais uma resenha, e o escolhido da vez foi o livro "O Pistoleiro" do escritor "Stephen King", conhecido por muitos como o "mestre do suspense". O Livro foi originalmente publicado no ano de 1978 (o escritor tinha 19 anos), porém, eu li a versão mais recente e revisada pelo próprio autor, publicada em janeiro no ano de 2003. O Escritor teve como inspiração os livros de J. R. R. Tolkien e filmes de caubóis do Velho Oeste.


(Capa do Livro: O Pistoleiro)

 Nessa versão mais recente, antes da história começar tem dois, digamos, capitulos, o primeiro entitulado "Sobre ter 19 anos (e outras coisas)" que é uma espécie de introdução e o segundo é o "Prefácio" onde o autor conta um pouco sobre a saga.
 Antes de começar uma analise básica sobre o livro, vou contar um pouco da história, do meu ponto de vista, pode conter spoilers para quem não leu, então, cuidado:

 "O Livro conta a história de Roland, o último pistoleiro vivo no mundo que tem por objetivo alcançar a Torre Negra, só que para chegar até ela, ele tem que encontrar o homem-de-preto, que ele acredita que pode lhe dar informações valiosas para chegar até lá com exito.

 Durante o livro, sabemos muito sobre o passado dele através de flashbacks, o livro inteiro praticamente se passa no deserto e/ou em cidades no meio dele por onde o Pistoleiro passa para enfrentar suas adversidades, durante a jornada, ele encontra um garoto chamdo Jake, que veio de Nova York, e que misteriosamente aparece no mundo de Roland.

 Depois de conversar, O Pistoleiro acredita que seu ka está ligado ao do garoto e decide levar ele junto consigo, depois de atravesar o deserto inteiro eles entram numa caverna que, aparentemente, não tem fim, devido a quantidade de vezes que eles dormem lá dentro, e depois de passar por tantos perigos, no final do trajeto, os dois veem o homem-de-preto, que diz para Roland que ele tem que fazer sua escolha!"

 Basicamente, é isso o que acontece no livro, um resumão bem cru, mas o que eu queria atentar realmente, é que o livro não chega aos pés do que deveria ser (ao menos vindo de um escritor considerado um "mestre"). O que aconteceu com o livro? Simples, faltou muitas coisas, claro, ele tem seus bons momentos, isso não nego, mas acho que poderia ser melhor trabalhado, ficou muita coisa vaga, tem flashbacks em excesso, muitos deles, até o momento, descartaveis, para entenderem melhor, vou postar aqui alguns trechos do Prefácio escrito pelo próprio autor:

 "...No caso de O Pistoleiro, o volume original era fino e o material acrescentado nessa versão não passa de 35 páginas, cerca de nove mil palavras. Se você já leu O Pistoleiro, só encontrará aqui duas ou três cenas totalmente novas. (Pag. 18)

 ...decidi que estava na hora de voltar ao começo e iniciar as últimas revisões completas. Por quê? Porque na realidade estes sete volumes jamais foram histórias distintas, mas partes de um mesmo romance extenso chamado A Torre Negra, e o inicio estava fora de sincronia com o final. (Pag. 19)

 ...Quando tornei a olhar para o primeiro volume, que agora você tem em mãos, três verdades evidentes se apresentam. A primeira foi que O Pistoleiro foi escrito por um homem muito jovem e tinha todos os problemas de um livro de um homem muito jovem. A Segunda foi que continha uma grande quantidade de lapsos e falsos pontos de partida, particularmente à luz dos volumes que vieram depois. A Terceira foi que O Pistoleiro não era sequer parecido com os últimos livros - era, francamente um tanto difícil para ler. Com muita frquência eu me ouvia me desculpando por ele, dizendo que se as pessoas perseverassem, veriam a história encontrar sua verdadeira voz em A Escolha dos Três. (pag. 20)"

 Enfim, ele fala de muita coisa, para se ter uma idéia o prefácio começa na página 17 e termina na página 22, e estou feliz por ele, por admitir tudo o que nos contou, não deve ser fácil, acho que esse é o primeiro passo para melhorar a história.


Coleção: A Torre Negra

 Mas, só deixando claro, eu não o estou culpando, afinal, o cara tinha na época 19 anos, só para se ter uma idéia, o escritor de Eragon, me parece, pois não recordo muito bem, ele tinha 15/16 anos quando escreveu seu livro, e olha que ele foi bem descritivo e se saiu bem mas ficou digamos... ah, esquece... essa história fica para um outro post.

Um comentário:

What Are You Going to Do with Your Life? disse...

Mas Raphael, A Torre Negra é uma SÉRIE! O 1º é uma introdução à saga, que tem mais de 4.000 páginas!!!!! Tudo bem querer resenhar eles isoladamente, porém, é óbvio que ficarão muitas (todas) as pendências...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens Populares

.

.