sábado, novembro 13, 2010

Túneis (Roderick Gordon & Brian Willians)

 Cá eu estou, li pela segunda vez este livro, acabei de ler agora pouco, e como algumas coisas ainda estão frescas na minha memória, postarei aqui minha resenha sobre o livro, mas antes... vamos fala algumas coisas sobre o escritor e o livro em si: Túneis já foi publicado na Europa, EUA, Brasil e outros países (uns 35 mais ou menos), sucesso garantido por onde passou, ficou uma "promessa" de fazerem uma adaptação para os cinemas do livro ainda em 2010, será que ficará boa? Dúvido, afinal,o livro tem quase 500 páginas.

 O Livro possui três continuações: Deeper (Profundezas, já lançado no Brasil), Free Fall (Queda Livre,em tradução literal) e Closer (Mais Perto, tradução tosca também), estes dois últimos não foram traduzidos ainda aqui no país, o que é uma pena, já que outros títulos chegaram por aqui e logo suas traduções também, vide Percy Jackson, mas enfim, vamos ficar no aguardo, e os fãs devem cobrar isso da editora.

 Me parece também que Túneis ganhou uma versão em mangá, no japão. Não sei se isso é verdade e se tem possibilidade de isso vir para o Brasil, enfim, parece que virou moda de os livros terem uma versão em mangá.

Capa do livro

Sinopse: Will é um garoto de 14 anos cuja única afinidade com seu excêntrico pai é a paixão pela arqueologia. Ele passa a maior parte do seu tempo livre cavando buracos nos arredores do terreno de sua casa para realizar descobertas científicas, fugir da pressão da escola e da mesmice da família. Um dia, seu pai desaparece misteriosamente por um túnel que Will não conhecia, e o garoto começa a cavar, literalmente, a verdade por trás do sumiço do pai.

Bom, chega de enrolação, vamos ao que interessa...




 Primeiro, adorei o estilo de escrita desse livro e de o mesmo ser divido em três partes: A Escavação, A Colônia e A Cidade Eterna. Roderick Gordon e Brian Willians foram incriveis em criar algo embaixo de nós e, o melhor de tudo, algo totalmente viavel, ao menos no primeiro livro, não li o segundo ainda, mas pretendo.

 Algumas partes me surpreenderam. Os escritores de fato conseguiram nos colocar na pele dos personagens, principalmente na de Will e Chester, seu melhor amigo até então, pois os sentimentos de revolta e de indignação vieram a tona. Seria possivel mesmo, humanos tratarem seus iguais como se não fossem nada? Não falo dos Styx, pois ta na cara que não são humanos-comuns.

 Com uma mistura de mistura de suspense, ação e curiosidade, o livro, de longe e sem sombra de dúvidas, é um dos melhores da atualidade e não é uma simples trama bobinha que vemos nas vitrines de livrarias por aí. 

 Li e recomendo. Agora é só esperar pelo o que irá acontecer aos nossos amigos-heróis. Até breve!

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens Populares

.

.