sexta-feira, outubro 22, 2010

Resenha: O Ladrão de Raios (Rick Riordan)

 Chegou a vez de postar a resenha do livro que é modinha no momento, O Ladrão de Raios que é o primeiro da saga "Percy Jackson e os Olimpianos" esccrito por Rick Riordan, que foi lançado, no Brasil, em 21 de novembro de 2008, a obra atraiu atenção não por trazer de volta os Deuses do Olimpo e toda a mitologia grega por trás deles, mas sim, por ser muito parecida com a saga Harry Potter, o que é inevitável a comparação.

 Antes de continuar, para quem não leu, veja a sinopse e a capa do livro abaixo:

Capa do livro


Sinopse do Livro: Primeiro volume da saga Percy Jackson e os Olimpianos, O Ladrão de Raios  esteve entre os primeiros lugares na lista das séries mais vendidas do The New York Times. O autor conjuga lendas da mitologia grega com aventuras no século XXI. Nelas, os deuses do Olimpo continuam vivos, ainda se apaixonam por mortais e geram filhos metade deuses, metade humanos, como os heróis da Grécia antiga. Marcados pelo destino, eles dificilmente passam da adolescência. Poucos conseguem descobrir sua identidade. O garoto-problema Percy Jackson é um deles. Tem experiências estranhas em que deuses e monstros mitológicos parecem saltar das páginas dos livros direto para a sua vida. Pior que isso: algumas dessas criaturas estão bastante irritadas. Um artefato precioso foi roubado do Monte Olimpo e Percy é o principal suspeito. Para restaurar a paz, ele e seus amigos - jovens heróis modernos - terão de fazer mais do que capturar o verdadeiro ladrão: precisam elucidar uma traição mais ameaçadora que a fúria dos deuses. 



 Livro até certo ponto interessante, mas deixa a desejar em certos momentos da história pois, pois,por incrível que pareça, eles são previsiveis, no começo achei até meio confuso, depois que a estória foi se encontrando, não sei ao certo se é por que o livro tem um tom um tanto quanto infantil ou se é por que as cenas eram simples demais, exemplo, Annabeth da um bola para passar por um cachorro gigante de três cabeças?  Se isso não é meio tosco, não sei o que é.

 Sem falar, nas incríveis semelhanças com  as sagas: Harry Potter (J. K. Rowling), Túneis (Roderick Gordon & Brian Williams) e, pasmem, Coração de Pedra (Charlie Fletcher), em breve posto resenha de ambos para vocês terem uma ideia, será que eu estou sendo muito exigente? Eu sei que as obras tem muito em comum umas com as outras e tal, e sei que o autor tem seus méritos, mas daí utilizar fórmulas prontas e colocar os personagens em situações ridículas, é de mais para cabeça de um leitor, não que eu ache o livro ruim, só que poderia ser melhor trabalhado, espero que The Redy Pyramid e The Lost Hero sejam muito melhor que isso, se não, será repetitivo demais para um único autor conceituado como ele, até passou pela minha cabeça que o autor escreve para vender, ou seja, o livro é meramente comercial. Enfim, vai saber....

 Algumas últimas observações que eu queria destacar aqui, é que a capa do livro é bem ruim, o nome do livro some depois de alguns dias, deve ser corte de verba, por isso fizeram isso com o livro.

Capa do livro "Os Arquivos do Semideus".


 Foi lançado em agosto de 2010, aqui no Brasil, o livro "Os Arquivos do Semideus" que nada mais é que um livro de contos que completamos a saga "Percy Jackson e os Olimpianos" os nomes dos contos são:  "Percy Jackson e a quadriga roubada", "Percy Jackson e o dragão de bronze" e "Percy Jackson e a espada de Hades".

 Enfim, não li este livro ainda, pretendo, comecei e quero temrinar, e terei uma ideia melhor do mundo criado por Rick Riordan.

Poster do Filme

 Falando sobre o filme agora, esta é a P.I.O.R. adaptação de todos os tempos, a unica explicação que eu tenho para esta vergonha cinematográfica é que os diretores apenas "basearam-se" (que causou uma overdose neles próprios e saiu essa porcaria) no livro e não uma "adaptação" vide SdA, mas isso não é desculpa, por exemplo, como colocaram estas coisas no filme:

=> A Aparição de um Deus que nem se quer aparece no livro.
Obs.: Não recordo o nome dele agora.

=> O Filme se tornou uma caça as "pérolas brancas"
Obs.: No livro não, apesar de ser mais infantil, era melhor do que termos uma "caça as horcruxes" gregas.

=> Luke como vilão
Obs.: Sem pé e nem cabeça, afinal, um pirralho daqueles se achar desse jeito? Qualquer Deus Grego poderia muito bem pulveriza-lo com a força do pensamento.

 Essas são apenas algumas coisas das quais não gostei, não vou ficar chorando pelo leite derramado, afinal, o estrago já tem feito, e é irreversível, agora, só aguardar qual livro será a próxima vitima.

 Vou ficando por aqui, em breve posto mais resenhas bacanas para vocês. Até.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens Populares

.

.